Os 5 jogos mais buscados entre as mulheres!

Quem disse que nós, mulheres, não gostamos de games?

Com certeza, é uma frase ultrapassada hoje em dia, principalmente com a diversidade de estilos dos jogos que são oferecidos. Temos de tudo e para todos os gostos – dos jogos de corridas às aventuras, de raciocínio às batalhas.

Certamente as mulheres estão presentes em todos os estilos, mas alguns sobressaem, então vamos falar de 5 jogos mais buscados entre as mulheres, em aplicativos, programas e online.

E com certeza nós mulheres gostamos e podemos gostar de todos os tipos, sem exceção!

Os números relacionados às mulheres gamers surpreendem!

A pesquisa Game Brasil 2018 trouxe algumas informações importantes sobre a nossa participação  no mercado de consumo de games.

Somos maioria

As mulheres são 58,9% dos consumidores de mídias de jogos – aparelhos e online. Certamente a diversidade ajuda muito, tirando a ideia de que os games são quase sempre sobre batalhas e corridas.

Preferimos os dispositivos móveis

Com tantas responsabilidades em 3 turnos, natural que a gente busque se divertir com games sempre que for possível entre um compromisso e outro. Outro ponto é a tendência cada vez maior de uso destes aparelhos para quase tudo.

Buscamos jogos no Facebook

Pelo menos 40% das mulheres jogam diretamente em aplicativos no Facebook, Esta informação pode dizer um pouco do tipo de jogos que são a nossa preferência.

1 – Jogos de Simulação de Realidade

O The Sims é o mais famoso deles, com suas versões e extensões sem fim. As mulheres gostam de jogos que envolvem mais estratégias e planejamentos do que ações repetitivas e rápidas. Talvez porque nossas vidas precisam ser bem planejadas no dia a dia.

Outra característica que torne este tipo de jogo atraente para as mulheres é a proximidade maior da realidade, exigindo mais qualidades humanas e menos heroísmos.

2 – Jogos de Dança

O Michael Jackson, The Experience é um dos melhores e mais populares exemplos de jogos de dança. E quem de nós nunca quis aprender os passos icônicos do Rei do Pop?

A dança ainda é, na nossa sociedade, uma habilidade mais presente nas mulheres, talvez porque envolve níveis de sensibilidade que sempre foram comuns a nós.

É um jogo muito divertido, que podemos jogar em grandes grupos – com homens juntos, claro – e ainda fazemos um belo exercício físico para compensar a academia que não vamos há uma semana!

3 – Jogos de Música

E além de dançar, o que mais pode ser tão divertido para as mulheres do que estar uma banda?

O Guitar Hero é o melhor representante dos jogos de música. Podemos jogar em grupo, com cada uma em um instrumento, formando uma girl band – permitindo canjas de músicos masculinos.

4 – Jogos de Quebra-Cabeça e Tetris

São modalidades que nunca saem de moda. E segundo as pesquisa, são os preferidos, porque podemos jogar em qualquer lugar pelo celular.

Exigem poucos recursos de memória no celular ou computador, são menos complexos e exercitam muito as nossas habilidades. E podemos jogar no celular em qualquer lugar.

Seria um trocadilho ruim dizer que nós, mulheres, gostamos de tudo no seu devido lugar? Pelo menos nestes games, podemos exercitar muito deste desejo!

5 – Jogos de Heroínas

Vamos a um capítulo à parte nesta saga – Zelda, Final Fantasy e outros jogos memoráveis que nos remetem às heroínas.

É bem próprio de nós, mulheres, a admiração por mulheres determinadas e que representam, nas aventuras virtuais, a força feminina. Desde as princesas da Disney por décadas às conquistadoras modernas.

 

E você? Também é fã de games e passatempos? Acesse a friv jogos para escolher o da sua preferência!

 

 

 

 

 

 

Pensando em dar uma festa? Veja essas 4 dicas para não errar!

Eu sou uma pessoa totalmente festeira. De festa íntima com amigos em casa até as badalações incríveis em casas ou boates, se puder eu estarei em todas.

Depois de tantos anos de diversão, entre verdadeiros eventos e autênticas roubadas, aprendi a ter um senso crítico, enxergar possíveis problemas de longe e usar tudo isso para fazer as minhas festas da melhor forma possível.

Você está pensando em dar uma festa? Veja essas X dicas para não errar e fazer desta noite inesquecível!

Uma Festa Incrível 1 – Fazer muita conta antes de começar!

Festa é diversão, ninguém quer pensar em mais nada na hora, mas antes tem a realidade do que vai precisar e da conta.

Recomendo listar tudo, em detalhes, que vai precisar e querer no seu evento, do buffet (e detalhando o que ele vai oferecer) até filtros de linha para equipamentos (e acredite, sempre precisamos e não temos).

Esta lista ajuda não só a ter a noção do investimento como também de quando e como cada item deve ser atendido – não deixa pra comprar o filtro de linha no dia!

Uma Festa Incrível 2 – A escolha do local determina o sucesso!

Esse é o ponto mais complexo, mas vai depender:

  • Do tema da festa, do que queremos ter nela;
  • Da quantidade de convidados;
  • Da boa localização para a maioria das pessoas.

Claro que, para festas de arromba – principalmente com crianças – os melhores locais são mais distantes dos centros. Neste caso é importante publicar mapas detalhados e informações sobre transportes como opções para quem quiser beber e não dirigir – uma ação social é sempre bem-vinda!

Uma Festa Incrível 3 – A divulgação é fundamental!

Usar as redes sociais é fundamental para começar a criar o sucesso do evento. Divulgar como evento no Facebook é o primeiro passo – mas cuidado com a configuração de privacidade, pra não dar de cara com meros conhecidos ou colegas que você só é amiga pra não criar clima no trabalho.

No evento você deve convidar as pessoas e semanalmente publicar notícias conforme o tamanho da festa: pedir sugestões, convidar amigos DJ pra dar sets extras, orientações sobre o lugar, parcerias com empresas que surgirem e até mesmo solicitar sugestões para a logística como um todo.

E tudo de uma forma muito alto astral, mostrando que o evento é muito aguardado. O Whatsapp é a outra ferramenta que vai ajudar a propagar para pessoas fora do Facebook e reforçar a data e informações à medida que o grande dia vai chegando.

Uma Festa Incrível 4 – A música é a alma da festa!

E não é exagero algum. Se alguns não comem, e muitos não bebem, não há uma pessoa que vá a uma festa sem gostar de música.

Então a preocupação com a parte musical é grande. Sua festa vai ter DJ contratado? Vai abrir espaço pra aquele amigo DJ amador fazer um set bacana? Quais os estilos vão predominar?

Devemos sempre lembrar que a festa é para uma diversidade de gostos – a não ser que sua festa seja temática – e isto inclui estilos que você não gosta. Mas ver o seu amigo se divertindo é mais importante, não é mesmo?

Uma Festa Incrível 5 – Festa no escuro? Só se apagarem as luzes!

O escurinho da festa deve ser um recurso do clima e não um blackout que pode prejudicar tudo que foi construído – paralisar ar condicionado, geladeiras, iluminação e som. Sem energia, the party is over!

A melhor opção é a prevenção, alugando um Grupo Gerador Diesel. Este equipamento mantém todo o funcionamento elétrico da sua festa até que a energia se restabeleça.

Desta forma a alegria de todos está garantida!

 

 

Em busca de novas oportunidades? Comece por aqui!

O momento da recolocação no mercado de trabalho sempre é desafiador.

Por mais que a gente se ache preparadas para uma nova oportunidade, nada é simples, principalmente nos tempos atuais, com o desemprego batendo recordes e tantas mudanças significativas nas profissões e na forma das empresas contratarem – o crescimento dos trabalhos por projetos e terceirizados.

E cada uma tem a sua história: retornando após uma demissão, uma maternidade ou o desejo por uma experiência profissional nova.

Mas não precisamos ficar angustiadas, o valor profissional sempre será visto com bons olhos, desde que a gente se prepare da melhor forma possível e se venda com eficiência.

Você está em busca de novas oportunidades? Comece por aqui. Com essas dicas o caminho pode ficar mais fácil.

Dica 1: Reflita sobre os seus objetivos profissionais!

Este é o melhor momento para repensar a carreira e decidir sobre qual rumo você quer dar a ela. Se quer manter-se na atividade na qual trabalhou por último ou quer mudar de profissão ou de área dentro dela.

É também uma boa oportunidade para repensar a sua trajetória como um filme com suas realizações, que poderá reforçar a sua confiança e a autoestima, o valor que você construiu e o quanto ele será útil nos novos desafios.

Dica 2: Organize suas finanças!

É sempre seguro partirmos para a busca de novos oportunidades com as finanças organizadas e equilibradas – o máximo que puder. Aproveite para:

  • Avaliar dívidas a vencer e renegociar o que for possível;
  • Revisar detalhadamente o orçamento pessoal;

É uma ótima forma de estar totalmente focada na busca profissional – que vai exigir muita pesquisa, qualificação e atenção com os processos seletivos.

Dica 3: Avalie seu guarda-roupa profissional!

Sim, depois de alguns anos em uma empresa, ou estando longe do mercado, muita coisa muda nos dress codes das empresas, principalmente se você vai mudar de um ambiente formal para um informal ou vice-versa.

É importante rever as peças, descartar as desnecessárias ou muito usadas e construir – dentro das possibilidades financeiras, claro – um guarda-roupa mais próximo das suas buscas.

Dica 4: Qualificar-se muito. E muito!

O título não é exagerado, acredite. O mercado de trabalho está altamente competitivo em todos os segmentos e o principal diferencial é a qualificação.

E você não precisa investir em MBA ou Doutorado se não quiser. Dependendo do seu objetivo, os cursos Técnicos e de Especialização podem ser as melhores escolhas, de custo menor principalmente os online. E com retorno mais rápido, pois a oferta de vagas é maior.

Dica 5: Investir e preservar o seu networking!

Você já tem uma rede de relacionamentos e o segredo é preserva-lo em contatos sociais com alguma frequência – sem ser ostensiva, para cada pessoa você saberá a medida ideal.

Nestes contatos, exponha seus objetivos sem muita insistência, deixe a outra pessoa confortável para ouvir sem parecer um pedido de emprego. E os eventos ligados à sua área profissional de interesse são ótimas ocasiões para novos contatos.

Dica 6: O mercado de trabalho mudou muito. Temos de nos adaptar!

O mercado de trabalho assusta quem está voltando depois de anos na tradicional vida corporativa. Hoje em dia também temos os trabalhos temporários, os projetos, a relação como Pessoa Jurídica, o home office, os trabalhos no exterior.

Tudo isso com uma naturalidade que impressiona. Então é o momento de ler bastante sobre eles e avaliar quais modelos agradam e você aceitará.

Dica 7: Crie sobre um currículo incrível!

Esta é uma hora tão aguardada – e tão tensa: a hora da carta de venda da nossa vida profissional.

E depois de tantas décadas de tecnologias e formas de trabalhar, é surpreendente como as oportunidades ainda começam com o bom e velho currículo.

Existem muitas dicas importantes e o layout do currículo é outro ponto fundamental, ele deve refletir a sua personalidade e a sua área profissional. Você pode baixar modelos de currículos incríveis para escolher o seu!

 

Espero que estas dicas tenham ajudado você a começar a construir seu novo caminho profissional em busca das oportunidades!

Sucesso!

 

 

 

Os 5 produtos mais importados no Brasil em 2017

O consumo de importados no Brasil cresceu 17% em 2017, em diversos segmentos, e isto dá a medida exata de como este mercado pode ser lucrativo, não só para a economia pessoal, investindo em produtos de qualidade superior e custo atraente, como também para desenvolver um negócio de compra e venda de importados.

O câmbio desfavorece muito a compra direta de itens importados, mas também aumenta muito o custo dos itens que são importados por empresas no exterior e revendidos aqui no Brasil. Elas precisam incluir no preço final ao cliente todos os seus custos de estrutura, logística, impostos e a margem.

São custos que não temos quando compramos diretamente para consumo e que podemos ter em níveis muito menores se criarmos um negócio online de importação.

Vamos falar um pouco dos 5 produtos mais importados no Brasil em 2017.

1) Roupas de Marcas Famosas

Este é um segmento que cresce bastante e tem um amplo universo de pessoas que podem ser potenciais clientes. As roupas de marcas famosas sempre foram um artigo de muito consumo no Brasil, porém muito restrito às lojas – com altos preços e uma variedade limitada aos seus investimentos – e compras em viagens, ainda mais limitadas à agenda e ao peso de bagagem.

Ser uma opção de compra de roupas das marcas mais famosas, cuidando de todo o processo e podendo vender com uma estrutura menor, é uma excelente oportunidade de negócio e lucro. Uma preocupação importante neste nicho é sempre negociar itens originais com os fornecedores no exterior. É grande a quantidade de vendedores alternativos e muitos clientes conseguem diferenciar. Problemas neste ponto podem prejudicar muito a imagem do negócio.

2) Calçados e Acessórios Femininos

O público consumidor feminino, além de ter um potencial de compra grande e constante, torna-se cada dia mais exigente justamente pela possibilidade de comprar estes itens no exterior – e as lojas não conseguem dar a diversidade que os sites oferecem e os preços são sempre muito altos para calçados, bolsas e outros acessórios de luxo.

Aqui a exclusividade é um fator importante para diferenciar-se dos concorrentes – conhecer bem o que as clientes procuram e desejam, as tendências, o que as grandes marcas lançam, tudo que envolva o mercado e possa oferecer modelos exclusivos ou aquele modelo que a cliente quer muito e não acha mais.

Novamente, aqui o cuidado com itens originais é fundamental. Porém, você também pode investir em segunda e terceira linhas, especialmente da China, para atingir mais mercado.

3) Perfumes e Produtos Cosméticos

O Brasil é o terceiro país que mais consome perfumes e os produtos cosméticos são de consumo perene – hoje em dia todas as faixas de idade nas mulheres são focos de grande consumo e ainda temos cada vez mais homens consumindo perfumes e cosméticos.

Diante disto, é fácil imaginar o potencial de venda que este segmento representa e com uma diferença de preços que pode chegar até a 90% em alguns itens e locais de venda. Então, é muito importante conhecer todas as melhores fontes de produtos originais para ter sempre os melhores preços e, eventualmente, fazer até promoções com alguns itens para conquistar clientes.

Aqui o cuidado com itens originais é redobrado, diante do risco de problemas de saúde com o uso de produtos não certificados pelos fabricantes.

 

 4) Equipamentos Eletrônicos

Este é um nicho onde a grande vantagem é ser abrangente – gênero, idade, classe social, todos consomem aparelhos eletrônicos. Por outro lado, são itens onde a margem pode ser menor e o volume de investimento – em caso de formar estoque – é muito maior.

Além disto, existe a questão de modernidade do estoque. Aparelhos como os smartphones se atualizam com rapidez, portanto é preciso ter muita atenção para não investir em itens que logo sairão de linha e podem ter o preço de venda prejudicado.

Pelos altos valores, estarão sempre sujeitos à taxação de impostos e custos consideráveis de frete. Porém, bem administrado, é um nicho com excelente oportunidade de ganho.

5) Artigos de Luxo Masculinos

Aqui falamos de relógios e óculos de sol, principalmente. É um segmento bem específico, mas que pode gerar lucros altos em cada venda, se os fornecedores forem bem definidos e administrados.

São itens que, muitas vezes, tem valores baixos para isenção de taxação de impostos, o que pode aumentar mais a margem.

 

Como podemos ver, investir na compra e venda de itens importados pode ser uma excelente opção de negócio com perspectivas de lucros muito bons.

E as importações cresceram em parte devido a facilidade que pessoas comuns tem descoberto para importar.

Quer aprender a importar produtos para venda ou uso pessoal? Conheça o curso academia do importador e aprenda como!

O verão de você: 15 dicas para umas férias sozinha!

Uma viagem individual pode ser a jornada final da heroína: você descobrirá paisagens incríveis, forças ocultas, momentos de verdade – e tudo que você precisa para começar é esse roteiro. Vamos fazer isso!

Agenda

A sua é a única que conta! Você pode fazer o que quiser quando quiser. Ninguém vai reclamar sobre o preço dos ingressos na primeira fila ou julgar por dormir até o meio dia. A turnê por monumentos te deixou entediada? Ignore-a – passe a tarde cedendo ao seu fascínio louco por drogarias estrangeiras.

Bagagem

Antes de arrumar seu travesseiro de trigo sarraceno, coleta de óleos essenciais e três roupões de diferentes espessuras, lembre-se: você será o único a carregar sua própria mala, içando-a em compartimentos aéreos e arrastando-a para cima e para baixo, adverte Janice Waugh, editora do site Solo Traveler. Ilumine-se! Você quer voltar para casa com boas lembranças, não uma hérnia hiatal.

Jantar Sozinha

Sentando sozinha em um restaurante, você não tem que se sentir como estrelando em seu próprio show de uma mulher, Friendless Loser. É realmente uma ótima maneira de conhecer pessoas, diz Gloria Atanmo, criadora do Blog Abroad.

Converse com seus vizinhos no bar ou pergunte ao seu garçom o que ver e fazer. Se você se sentir estranha ocupando uma mesa à luz de velas no Chez Snooty, tente almoçar, diz Waugh. Ela também recomenda lugares com mesas comunais ou o VoulezVousDiner.com, que oferece jantar nas casas dos locais ao redor do mundo.

Viagem em grupo

A ideia de solidão total incute o pânico? Considere um passeio em grupo: as empresas G Adventures e Intrepid Travel organizam excursões em todo o mundo em pequenos grupos (geralmente 10 ou menos), com uma combinação de atividades planejadas e tempo livre.

Este ano, a Intrepid lançou seis turnês solo, incluindo passeios na Índia, Marrocos e Peru. Em vez de aplicar a taxa de suplemento único, uma penalidade que muitas excursões e resorts cobram quando apenas uma pessoa ocupa o quarto, a G Adventures e a Intrepid combinam com um companheiro do mesmo sexo (você também pode optar pelo quarto individual por um custo adicional).

Parentesco

Os viajantes são um grupo amigável, diz Oneika Raymond, apresentador do Travel Channel e autor do blog Oneika the Traveler.

Na minha primeira viagem solo ao México, conheci duas irmãs e exploramos a cidade juntas. Viajar sozinho não significa ficar sozinho.

Atanmo acrescenta: em 60 países, quase todo mundo que conheci me recebeu. Eu sempre aprendo algumas palavras no idioma local, como bom dia. E um sorriso é universalmente entendido.

Aprendendo

Uma maneira de garantir que você retornará uma mulher mudada: obtenha novos conhecimentos ou habilidades. A organização sem fins lucrativos Road Scholar oferece 5.500 férias de aprendizado em mais de 150 países e em todos os estados, quer você queira tirar fotos em Cuba ou jogar potes nas Montanhas Blue Ridge.

Se você está curioso sobre a história de sua família, a Go Ahead Tours fez uma parceria com a Ancestry.com para oferecer viagens de genealogia na Itália, Alemanha e Irlanda, com mais destinos por vir. Ou faz seu próprio estudo independente – arquitetura antebellum em Savannah ou arte moderna em Minneapolis.

Meetups

Se você ficar sozinho, o aplicativo gratuito Tourlina pode conectá-lo a uma rede de 40.000 viajantes do sexo feminino, todas individualmente avaliadas.

Raymond também recomenda o Meetup.com para atividades em grupo adaptadas aos seus interesses – caminhadas, degustação de vinhos – e Nomadness Travel Tribe, uma comunidade on-line de 19.000 coristas, a maioria mulheres. Encontrei-me com alguém da Nomadness em Bruxelas e tivemos um dia adorável apenas vagando pelas ruas.

Guias de turismo nativos

Você pode criar o seu caminho através de todos os melhores da lista na internet, mas ainda não há melhor maneira de conhecer um lugar do que tomar uma cerveja com um local.

Através da Global Greeter Network, você pode encontrar guias de voluntários ansiosos para mostrar a você suas cidades de origem, de Houston a Hanói.

Ao ar livre

Se parte de você deseja correr com os lobos, mas outra parte tem pesadelos sobre fugir dos lobos, uma excursão em grupo pela selva oferece segurança em números. No ano passado, a REI Adventures lançou 19 viagens exclusivamente femininas, organizadas por nível de atividade, de plácidas remar pela Baja até escalar a face gelada do Monte Shasta.

Foto Ops

Para selfies tão incríveis quanto suas façanhas, Kristin Francis, fundadora do blog Souvenir Finder, sugere o Camcube Bluetooth Camera Shutter Remote Control (US$ 9, funciona com vários telefones) e um pequeno e leve tripé como o carrinho Joby GripTight One GP (US$ 35) tem pernas flexíveis que podem envolver árvores ou placas de rua para que você possa organizar suas próprias fotos.

Autossuficiência

Quando cabe a você ler o mapa, decifrar o horário dos trens e lembrar-se da palavra em italiano para o banheiro feminino, você aprende como você é capaz. Essa sensação de força e confiança fica com você diz Waugh.

Se você tiver problemas para encontrar seu hotel ou pegar um táxi, não tenha vergonha de pedir ajuda, acrescenta. É mais seguro escolher alguém do que parecer vulnerável e deixá-lo escolher você.

Truque Tecnológico

Relaxe seus entes queridos nervosos, dando-lhes acesso fácil ao seu itinerário com o Google Docs. Você pode fazer alterações à medida que avança, diz Raymond, para que todos permaneçam atualizados.

Imprevisibilidade

Nas viagens, como na vida, as coisas nem sempre correm de acordo com o planejado – e esses serão os momentos mais memoráveis.

As melhores histórias não são sobre ficar na fila do Louvre, diz Jen O’Neal, presidente da Tripping.com, um site de busca de aluguéis de férias. Uma noite na Costa Rica, a energia acabou, mas eu encontrei um bar onde parecia que a cidade inteira estava, lotado, dançando à luz de velas. Foi o destaque da viagem.”

Andando

Tanto caminhar e fazer viagens podem, supostamente, ajudar a estimular o pensamento criativo – então, quer você queira tramar o Grande Romance Americano ou trabalhar com um problema pessoal espinhoso, aqui está sua chance: basta calçar um par de sapatos confortáveis ​​e deixar seus pés e seus pensamentos vaguear livre.

Como Rebecca Solnit escreveu em Wanderlust, explorar o mundo é uma das melhores maneiras de explorar a mente, e andar viaja por ambos os terrenos.

Zen

Apreciar novas visões e sons aguça nossos sentidos; nos sentimos mais vivos no momento presente. Trazer essa consciência de volta para nossas vidas diárias pode fazer qualquer dia comum parecer uma aventura.

E quando estamos confortáveis ​​com nós mesmos, nos sentimos mais em casa onde quer que vamos.

Viajar não necessariamente muda você – apenas revela quem você já é, diz Atanmo.

Para mim, significava chegar a um acordo com minha introversão e falta de paciência! Mas aceitar suas verdades é libertador. Esse tipo de crescimento é a maior jornada de todas.”

 

 

Como voltar ao trabalho depois de uma pausa na carreira!

Independentemente de a sua interrupção na carreira ter sido planejada ou não planejada, retornar à força de trabalho depois de um longo período afastado pode ser um desafio.

Alguns recrutadores e gerentes de contratação entenderão anos a fio longe do expediente formal, mas outros podem sentir receio de contratá-lo. E, com o tempo longe da força de trabalho, suas habilidades – junto com seu currículo e habilidades de entrevista – podem precisar de uma atualização.

Pode ser difícil se sentir confiante e qualificado também. Sobrecarregado? Nervoso? Não seja: veja como ter uma procura de emprego bem-sucedida e voltar ao emprego depois de uma licença.

Dicas para voltar ao trabalho depois de uma pausa na carreira

Avalie o que o seu trabalho quer e precisa

Não mergulhe apenas em pesquisas em sites de postagem de empregos. Em vez disso, reserve um tempo para considerar o que você quer: que tipo de trabalho será gratificante? E você quer voltar para um papel como o que você tinha antes de deixar a força de trabalho, ou você quer tentar algo um pouco diferente?

Considere o que você gostaria de sair de um emprego e por que (além de razões financeiras) está interessado em trabalhar novamente. Lembre-se também das suas necessidades: sejam requisitos salariais, horários flexíveis ou qualquer outra coisa.

Faça uma lista dos requerimentos para o seu próximo trabalho

Além disso, reflita sobre sua interrupção na carreira. Você aprendeu uma nova habilidade, voluntariou-se, deu aulas? Mesmo que você não esteja trabalhando ativamente, você pode ter notáveis ​​realizações para mencionar durante as entrevistas ou adicionar ao seu currículo.

Reaprenda sua indústria e rede

Se já passou algum tempo desde que você trabalhou, provavelmente precisará se familiarizar com seu setor e as oportunidades de emprego nele. Alguns passos possíveis a serem seguidos:

  • Pesquise seu setor: pesquisando empresas e sua indústria. Você pode estar particularmente interessado em descobrir a faixa salarial para funções que são de seu interesse. Veja mais informações sobre como pesquisar empresas antes da entrevista.
  • Rede: fale com ex-colegas para informar que você está voltando à força de trabalho. Não só você pode conseguir oportunidades de trabalho em potencial, mas esses contatos também podem atualizá-lo sobre as últimas perspectivas do setor – os grandes agentes o novo jargão etc. Peça dicas e sugestões para voltar ao trabalho.
  • Participe de conferências e entrevistas informativas: a configuração de algumas entrevistas informais também pode ajudá-lo a se sentir atualizado sobre seu setor. Isso ajudará a manter suas referências frescas durante as entrevistas de emprego. Conferências também podem ajudá-lo a se atualizar, além de ser uma oportunidade de expandir sua rede. Até mesmo participar de um Grupo do LinkedIn relacionado ao seu setor pode ajudá-lo a voltar ao ritmo.

Atualize suas habilidades

Durante sua pesquisa no setor, você pode descobrir que há um novo mundo. Novos programas podem ser essenciais. Ou talvez as ferramentas sejam as mesmas, mas faz algum tempo desde que você as usou. Refresque suas habilidades antes de sair em entrevistas ou enviar cartas de apresentação – isso ajudará você a se sentir mais confiante como candidato. Aqui estão algumas ideias:

  • Trabalho voluntário: mesmo que não esteja relacionado ao seu campo, o voluntariado em uma base regular pode fazer com que você se acostume a um ambiente estruturado, que os empregadores gostam de ver. Bônus se seu voluntariado construir ou manter habilidades que os empregadores em potencial desejam ver nos candidatos.
  • Aulas: se houver novos produtos ou programas disponíveis que não sejam familiares para você, talvez faça sentido participar de uma aula. Isso pode ser um curso em pessoa ou um tutorial on-line. Depois de dominar a nova habilidade, você pode incluí-la na seção de habilidades do seu currículo.
  • Newsletters, podcasts: até certo ponto, você pode não precisar de novas habilidades. Alguns campos não mudam rapidamente. Pode ser que você precise se lembrar de como a indústria funciona, se isso significa folhear seus antigos livros didáticos, participar de conferências ou começar a ler notícias diárias do setor, ouvir podcasts, assinar boletins informativos, etc.

Praticar habilidades de busca de emprego

Quanto tempo se passou desde a última vez que você se candidatou a um emprego? Se é difícil lembrar, você provavelmente precisará atualizar seu currículo e talvez o seu perfil do LinkedIn também!

Ao atualizar seu currículo, considere optar por uma versão funcional, em vez de uma versão cronológica – isso pode ajudar a diminuir a lacuna no histórico de empregos.

Você também quer praticar também para entrevistas – isso significa revisar suas respostas para perguntas comuns sobre entrevistas e montar um material de entrevista.

Explique sua ruptura de carreira – mas seja breve

Se você teve um longo intervalo, provavelmente terá que discuti-lo em sua carta de apresentação, bem como durante as entrevistas. Não importa qual o motivo da sua licença prolongada da força de trabalho, mantenha sua explicação breve.

Uma frase simples serve, como por exemplo eu passei o tempo cuidando de um parente doente ou foi importante estar em casa com meu filho até a creche ou passei os últimos anos viajando pelo mundo, trabalhando em minhas habilidades linguísticas.

Qualquer que seja a sua razão para estar longe, tente resumi-la a e algo breve – e retorne a conversa para o trabalho que você fez antes de seu tempo de folga.

Sua experiência de trabalho continua relevante, mesmo se algum tempo se passou desde que você ganhou essa experiência.

 

 

 

Entrevista de trabalho? Veja dicas de trajes para mulheres

Uma entrevista de emprego é a sua oportunidade de causar uma boa primeira impressão ao seu potencial empregador. Vestir-se para o sucesso é uma grande parte do processo de entrevista. Você está preparado para fazer essa excelente primeira impressão? É sempre uma boa ideia ter algumas roupas de entrevista prontas para usar, para que você não tenha que se esforçar no último minuto para encontrar uma roupa adequada.

Se você está se perguntando o que vestir para uma entrevista, a coisa mais importante a ter em mente é que você deve olhar profissional e polido. Enquanto seu traje de entrevista depende de qual trabalho você está se candidatando, não importa qual seja a posição, você deve entrar com aparência limpa, arrumada e bem vestida.

Se você é uma mulher, que precisa de inspiração para o seu traje de entrevista, tenha algumas ideias sobre o que vestir para uma entrevista.

01 – Suéter e Calça Preta

Um par de calças pretas clássicas é uma parte essencial do guarda-roupa da entrevista de uma mulher. Vale a pena investir em um par de calças pretas de qualidade que se encaixam bem e resistem depois de muito uso.

Você pode combinar sua calça social com uma camisa de botão ou um blazer para uma aparência formal, ou com um suéter para um look casual de negócios.

Com um pouco de criatividade, as calças pretas não precisam ser chatas. Adicione um top com um detalhe interessante, como um suéter cinza-acinzentado com listras pretas e uma blusa de botão. Ele suaviza a aparência e torna um pouco especial.

Saltos de altura moderada são modernos e de bom gosto. Se você estiver olhando para relaxar seu visual, adicione um par de sapatilhas ou mocassins ao invés de saltos.

02 – Experimentando com camisas de botões

Adivinha? Camisa de botões não precisa ser chato! E você não precisa se limitar à camisa básica branca, azul ou rosa.

Você pode experimentar tecidos, como o chiffon de seda pura aqui, que funciona muito bem quando colocado sobre uma camiseta. Tente ser criativo com as cores também.

Quando você está comprando uma camisa de botão, lembre-se que o decote deve ser modesto. Certifique-se de que seu sutiã esteja coberto e evite mostrar o decote. Também é uma boa ideia manter o botão pressionado, a menos que seja um estilo projetado para ser usado sem se dobrar.

03 – Uma combinação de Blazer Azul Marinho

Essas combinações de blazer e blusa são ótimas roupas de entrevista de negócios que são comprometidas com três peças que são simples, mas extremamente versáteis.

Um blazer azul marinho é um ótimo complemento para o seu guarda-roupa de entrevistas. Não só você pode usar um blazer em várias ocasiões, mas funciona bem com muitas roupas diferentes – sobre uma camisa de botão, com uma blusa e até mesmo com um vestido, por exemplo. A jaqueta cinza sem gola com mangas de três quartos de comprimento é um visual menos formal.

Claro, um blazer azul-marinho parece ótimo combinado com uma blusa simples ou camisa de botão. É uma combinação básica que você pode usar com calças cáqui, uma saia cáqui e até mesmo jeans de lavagem escura em um local de trabalho casual ou para uma entrevista casual de startup.

Uma saia ou calça combinando, ou uma saia caqui ou uma calça social completam a roupa. Uma saia cáqui é uma boa adição ao seu guarda-roupa de trabalho porque pode ser usado com muitos topos diferentes. Como o blazer, também pode ser vestido ou vestido dependendo da ocasião.

04 – Vestidos

Embora seja importante que seu traje de entrevista seja profissional e conservador, isso não significa que você não possa experimentar cores. Um vestido de bom gosto em uma cor interessante, como um turquesa silenciado ou vermelho profundo, é um bom complemento para o seu guarda-roupa de entrevista.

Com ótimas opções, você não precisa se preocupar em adicionar joias ou outros acessórios – o vestido fala por si. Ao trabalhar com cores brilhantes, certifique-se de que o resto do vestido seja modesto.

É sempre importante certificar-se de que tanto o decote quanto a fenda sejam apropriados: evite vestidos curtos revelando decotes. Com um vestido de cores vivas, é mais importante do que nunca que a peça cubra você adequadamente. Tudo o que você precisa para terminar um vestido como este é um par de saltos pretos ou sapatilhas pretas.

 05 – Um suéter com decote em V e calças

Emparelhe uma blusa ou um top com um suéter com decote em V para uma aparência versátil. Você pode vestir a parte de cima com uma calça preta ou uma saia, ou vesti-la com calça cáqui ou calça jeans escura se estiver entrevistando uma empresa iniciante ou casual.

O que é ótimo nessa combinação é que é fácil criar uma variedade de visuais, com apenas algumas peças. Se você investir em três blusas simples ou três botões que combinam entre si, você terá nove visuais diferentes que você pode misturar e combinar com diferentes partes de baixo.

06 – Cardigans

Não tenha medo de impressões em negrito. Embora você deva evitar algo muito claro ou chamativo (estampas de animais, por exemplo, geralmente não são apropriadas para a entrevista, a menos que sejam extremamente sutis), uma estampa de dois tons pode incrementar um equipamento chato enquanto ainda pareça profissional.

Isso é especialmente o caso quando você não estará trabalhando em um ambiente de escritório formal. Se você for usar uma impressão em negrito, limite-a a apenas uma impressão e mantenha o restante da roupa simples e suave.

07 – Um vestido preto e meias texturadas

Um vestidinho preto de bom gosto é a marca de um guarda-roupa simples, porém refinado. Invista em um vestido de qualidade que roça o joelho. Um vestido com um ajuste estruturado e detalhes agradáveis ​​(como as mangas tampadas aqui) é profissional, mas ainda moderno.

Para dar vida à sua roupa, combine o vestido com meias texturadas. Certifique-se de que o padrão é sutil, no entanto – uma faixa transparente, padrão de cabo ou aparência nervurada adiciona textura e interesse, qualquer coisa que se pareça com redes de pesca definitivas não é apropriada para o local de trabalho.

Termine o seu look com um par de saltos pretos para um look formal clássico e intemporal.

08 – Uma blusa com um arco e saia

Uma blusa como a mostrada aqui com um arco cria uma aparência elegante, que pode ser completada com uma saia ou calça comprida. Adicione um cinto magro para um toque de detalhe que faz o top pop. Uma saia feita de um tecido interessante ou uma saia lápis preta simples é uma ótima maneira de fazer um negócio parecer o seu próprio.

09 – Uma mistura de caqui e terno

Um blazer cáqui inspirado em moda masculina é uma peça extremamente versátil em seu guarda-roupa. Use-o com uma camisa ou blusa. Parece ótimo com uma saia combinando, jeans de lavagem escura para uma entrevista casual de inicialização ou calças de ganga azul-marinho para um visual mais elegante.

A camisa de botão aqui pode ser básica, mas o rosa faz o look parecer pop. Com uma camisa que tem um detalhe de colarinho interessante, você pode abotoá-la até o topo, eliminando a necessidade de um colarinho. Outra opção para um detalhe de colarinho exclusivo é um redondo peter pan.

Finalmente, uma saia azul-marinho é uma alternativa elegante à tradicional saia preta de lápis. É um pouco mais tranquilo do que a saia preta típica, mas ainda é profissional, criando um visual descontraído e refinado.

 

 

O que vestir quando não há Dress Code

Agora, mais do que nunca, a cultura da empresa está mudando para permitir aos funcionários maior flexibilidade em termos de quando trabalham, onde trabalham e o que vestem no escritório.

De certa forma, isso é um privilégio. Esqueça os trajes abafados, os compromissos de lavagem a seco, os saltos altos e os colarinhos apertados. Mas, mais liberdade também pode tornar mais difícil se vestir de manhã. Quando não há código de vestimenta da empresa, o que você usa para trabalhar?

Quão casual é casual demais? Você estará fora do lugar se você usar uma camisa? As sandálias são aceitáveis? E sobre calça de moletom?

As perguntas são abundantes. Mas, leia as dicas sobre o que vestir para trabalhar quando não há código de vestimenta, além de entrevistar a inspiração de roupas para homens e mulheres.

01 – Use o que você se sinta confiante em usar

Um escritório moderno, sem um código de vestimenta, oferece a opção de usar o que você se sente confiante e expressar seu estilo pessoal. Inspire-se nos funcionários acima.

Seus estilos variam significativamente, desde o visual refinado, mas robusto, do homem nas calças vermelhas até o estilo esportivo vistoso de seu colega de trabalho na gola azul e tênis.

Embora cada pessoa tenha uma aparência muito individualizada, há um denominador comum. Cada um parece polido e montado. Embora haja jeans e tênis na mistura, se um deles tivesse que fazer uma apresentação no local, ele ou ela, pelo menos, não teria que se preocupar com uma camisa amassada ou calças manchadas.

Essa é realmente a chave. Coloque o esforço em fazer roupas casuais parecerem prontas para o escritório, e você estará bom para ir, parecendo e sentindo-se à vontade.

02 – Pense Restaurante Casual

Se um local de trabalho não tem código de vestimenta, provavelmente o que isso significa é que é um código de vestimenta casual.

Você pode usar o que quiser, mas tenha em mente que algumas coisas são assumidas. Significa que, mesmo que não haja código de vestimenta, você ainda está no trabalho. Mantenha a classe. Se você fosse sair para um brunch de domingo ou um jantar casual com amigos, o que você usaria?

Você provavelmente vai querer ficar bonita, mas ainda assim se sentir confortável. Isso pode ser um bom padrão de vestuário quando você decide o que vestir.

03 – Polir seu visual com acessórios fáceis

Se você está acostumado a um estilo de escritório mais formal e não se sente pronto para brilhar em uma camiseta básica e jeans, mas ainda quer se encaixar na cultura da empresa, considere vestir um acessório básico de roupa simples.

Use um lenço. Adicione um colar ou um par de brincos. Coloque um blazer casual sobre sua camiseta. Há muitas maneiras de refinar um look casual sem recorrer a camisetas ou calças sociais.

04 – Escolha um sapato bacana invés de um sapato de vestido

Não tem certeza de que sapatos usar?

Em um escritório sem código de vestimenta, o mais provável é que os sapatos se sintam um pouco formal demais para o ambiente. Isso significa que você pode jogar em qualquer par velho do seu armário? Não é bem assim.

Sandálias, tênis, slip-ons, botas e mocassins estão tudo bem. Sim, você pode usar sapatos abertos, mas o mais importante é o estado geral dos seus sapatos. Seus chinelos esfarrapados e desbotados que você usa na praia provavelmente não são uma boa opção, mas um bom par de tiras de couro provavelmente funcionará bem.

Na mesma linha, opte por um par de tênis de rua limpos invés do Adidas sujo que você usa na academia.

05 – Reproduza estampas e cores para um visual divertido, mas profissional

Em um ambiente de trabalho casual, você não deve se sentir obrigado a usar todo preto. Incorpore estampas, texturas e padrões em sua aparência para adicionar alguma faísca a uma roupa descontraída.

Como a mulher da imagem, troque seu Denim diário por um par de jeans em uma estampa floral suave. Ou opte por calça de cor salmão em vez de bege. Adicionar um toque inesperado, mas ainda apropriado ao local de trabalho, pode ser uma boa maneira de atingir esse equilíbrio entre casual demais e casual de negócios.

06 – Usar roupas adequadas para o local de trabalho

Graças a uma variedade de marcas que estão projetando roupas esportivas refinadas, agora é possível usar roupas de ginástica em um escritório, especialmente se você trabalha em um ambiente mais casual.

Isso não significa que você pode mostrar naquele par suas calças de moletom favoritas e gastas, mas, se você estilizar sua roupa com tato, pode fazê-la funcionar.

07 – Primeiras impressões ainda são primeiras impressões

Digamos que você tenha uma entrevista de emprego e, por qualquer motivo (talvez seja uma startup ou uma organização não tradicional ou uma OnG), você acha que sua melhor vestimenta não seja adequada.

Então, você pergunta sobre o código de vestimenta, e o gerente de recursos humanos lhe diz: Oh, nós usamos muito bem o que for. Não temos código de vestimenta, então você pode mantê-lo casual.

Então o que? Você tem que ter em mente que, mesmo em um ambiente discreto, as primeiras impressões ainda são as primeiras impressões, e você deve dar o passo extra para ter certeza de se sentir e se sentir melhor em uma entrevista.

Claro, isso não significa que você tenha que usar um terno. Mas isso significa que você deve optar por uma aparência mais polida, mesmo que ainda seja casual.

08 – Roupas de entrevista de emprego para trabalhos de escritório

Dependendo do tipo de trabalho para o qual você está entrevistando, você pode precisar vestir-se formalmente em vez de se vestir como se estivesse entrevistando em uma startup.

Aqui está um artigo sobre traje de entrevista para mulheres.