Dias 38 ao 45 – Epic Fail

Chegamos finalmente a uma semana totalmente descontrolada, sem qualquer horário correto para comer, fazer exercícios e zero controle das calorias…

Eu poderia passar alguns parágrafos falando das razões pelas quais eu fiz essa lambança, mas o que eu menos quero é dar o péssimo exemplo de arranjar desculpas.

como foi passar um mês sem reclamar

Por um momento, pensei em não dividir com vocês essa falha absurda, mas o propósito não é dividir tudo? Então, lá vamos nós, contar até quando a gente enfia até o joelho na jaca.

E agora, vai desistir?

Confesso, pensei em desistir, afinal, é muito mais fácil. Mas não seria justo comigo desejar tanto ser mais saudável, e não fazer absolutamente nada em relação isso.

como foi passar um mês sem reclamar

Então, se acalmem, em breve teremos mais diários com um cardápio impecável, muito exercício físico e fotos de comidas lindas para deixar vocês com vontade de comer coisas boas também.

Semana passada foi ruim, mas não desconstrói o caminho percorrido até aqui e, muito menos, o caminho que ainda vamos percorrer. E sem desistir!



Ansiedade na dieta: 5 maneiras de controlar

Se tem uma coisa da qual eu sei falar é sobre essa tal ansiedade. Eu poderia dar dicas de como controlar a ansiedade em basicamente qualquer situação da vida. Já testei várias coisas que ajudam a deixar a bichinha controlada na hora da dieta, e, é claro, quero dividir com vocês.

1. Fale sobre a sua dieta, mil vezes se necessário

Às vezes parece que só falar, falar e falar já elimina um elefante das minhas costas. Então, no início da dieta, eu basicamente só falava disso, até que me habituei com as mudanças e diminui o assunto no dia a dia. Desculpa aí, família e namorado!

2. Foque no que já conquistou

Precisa perder 30kg mas já perdeu 1? Então foca nesse umzinho, se apega a ele e não larga. Faltam 29, ok, mas você já deu o primeiro passo e isso precisa ser valorizado.

3. Descubra o que funciona para você e faça!

É meio óbvio, mas muitas vezes esquecemos. Por exemplo, eu sei que exercícios físicos aliviam a minha ansiedade, mas quando estou no auge dela, não quero fazer exercícios físicos. Parece idiota, mas isso acontece. Então, seja forte, fale com seu lado negativo e explique para ele que você precisa muito ir à academia hoje, para se sentir melhor mais tarde.

4. Diga às pessoas o que te deixa mais ansiosa

Aprenda a explicar para as pessoas que às vezes você não quer discutir sobre o seu peso e seu corpo e que, fazer isso, te deixa ansiosa e desconfortável. Não culpe as pessoas por não saber como te tratar, explique. E repita, até que elas aprendam.

5. Ignore os idiotas

Pois é, mesmo depois de explicar o que te faz bem ou não, vai ter gente policiando o que você come, sem que você tenha dado nenhuma liberdade para isso. Sorria e ignore os idiotas. Mantenha-se firme no que acredita e siga em frente.

Provavelmente sua ansiedade não vai sumir com essas dicas, e, vez ou outra, ela vai ocupar toda sua mente sem sua permissão. Mas não desista, você é muito mais forte que imagina !



Dias 36 e 37 – Voltando ao ritmo fitness

Peso inicial: 80,0 kg

Peso do dia: 75,7 kg

Eliminei: 4,3 kg

Já que no fim de semana não me preocupei com as calorias, voltei com todo o pique na segunda-feira para voltar ao ritmo. Confesso, a segunda-feira foi bem difícil, pulei refeições e comi um salgado nada saudável no jantar, mas na terça eu já tinha recuperado o ânimo e tudo voltou ao normal.

reeducação alimentar torta e legumes

Cardápio do dia 36

  • Café da manhã: pão integral, patê de atum e leite desnatado com achocolatado
  • Lanche da manhã: —
  • Almoço: canja de frango
  • Lanche da tarde: —
  • Jantar: enroladinho de presunto e queijo
  • Ceia: —

 Cardápio do dia 37

  • Café da manhã: tapioca de atum, creme de ricota e tomate
  • Lanche da manhã: pão integral com patê de atum
  • Almoço: torta de legumes (fotos)
  • Lanche da tarde: uvas
  • Jantar: canja de frango
  • Ceia: iogurte de morango

reeducação alimentar torta e legumes

E nada como respeitar todas as refeições… A diferença no nosso corpo é gritante e, ao final do dia, você se pergunta: por que eu pulo as refeições e não como direito, se comer direito me faz tão bem? Pois é, minha gente, por que????

Dicas da Lu

  • Quando sentir dificuldade na hora de se alimentar direito, lembre-se da sensação de estar satisfeita, sem se sentir cheia ou estufada. Só essa lembrança já vai te deixar muito mais animada para continuar.